Bom Dia


Às vezes o silêncio é a melhor resposta para uma acusação falsa. Outras, temos que nos defender. Quando falsas testemunhas acusaram Jesus diante do Sinédrio, Ele “guardou silêncio” (Marcos 14:53-61). Defender-se teria sido inútil. Acima de tudo, Ele estava cumprindo a profecia de Isaías 53:7. Anteriormente em Seu ministério, Jesus repreendeu os fariseus, desafiando-os a provar que Ele havia pecado (João 8:13-59).

Um pastor demitiu-se da sua igreja porque alguns membros fizeram falsas afirmações sobre ele. Achou que defender-se não seria um posicionamento cristão, mas algumas vezes é. Contudo, nesse caso, aqueles que causaram problemas precisavam ser confrontados e suas falsas acusações refutadas. Ele deveria insistir para que se arrependessem ou enfrentassem a disciplina da igreja.

Não refutar pode permitir que aqueles que fazem algo errado continuem em seus maus caminhos, sem que sejam confrontados. Porém, se o Espírito de Deus nos orientar a permanecermos em silêncio, ou se quisermos simplesmente tentar recuperar o nosso orgulho ferido, então deveríamos refrear nossa língua. Você está sendo falsamente acusado? Se discernir que é inútil discutir, ou se o seu orgulho tiver sido ferido, peça a Deus por graça para calar-se. Todavia, se você se preocupa com aqueles que erraram e deseja ver a justiça feita, defenda-se!

adorasoul

adorasoul
adoração a Deus
Loading...

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Edificando a alma... boa segunda ....

carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos para os pecados, vivamos para a justiça; por suas chagas, fostes sarados.
1 Pedro 2:24
Pensamento: Ele carregou os nosso pecados. Ele não apenas os carregou; ele sofreu a penalidade que nós merecíamos. Sua angústia foi a nossa cura. Seu sofrimento foi a nossa justificação. Como poderíamos pensar em voltar ao pecado depois que Ele sofreu para suportar tamanha punição?

Ora?o: Santo Deus, como o Senhor suportou ver o seu Filho precioso sob o peso do meu pecado, todo o pecado, nunca entenderei. Obrigado por um amor tão grande, e por ser um Deus tão grande. Não há nenhum a ser comparado ao Senhor, ó Deus. Sua grandeza é além da nossa imaginação, e Seu amor é além dos meus sonhos. Eu viverei hoje para Sua glória através de Jesus que suportou meus pecado para que eu pudesse ser seu filho. No nome precioso do seu Filho, eu oro. Amém.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Leia e reflita

Acreditar em Vidas Passadas?

O homem vive apenas uma vez aqui na Terra. A Bíblia Sagrada, regra de fé e prática dos cristãos ensina que “aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo” (Hb 9.27).

Há somente uma oportunidade de aperfeiçoamento, uma oportunidade de salvação, uma única chance de o homem ser recebido no céu após a morte. Esta oportunidade é enquanto ele vive e pode tomar decisões.

Não morremos muitas mortes nem vivemos muitas vidas: “Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os seus pensamentos; converta-se ao Senhor, que se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar” (Isaías 55.6-7).

O estado final do homem é irreversível, isto é, a sua situação após a morte, momento em que o espírito se separa do corpo. Não há nenhuma condição de, no além, mudar a situação de condenado para salvo, de injusto para justo, de sair do inferno para o céu.


O Senhor Jesus explicou uma realidade espiritual através da parábola do rico e Lázaro. Este morreu e foi levado pelos anjos para o céu. O rico morreu e foi para um lugar de tormentos. O contexto nos diz que nenhum dos dois tinha possibilidade de mudar de lugar.


Ao ladrão arrependido, Jesus garantiu o céu: “Na verdade, te digo que hoje estarás comigo no Paraíso”
(Lc 23.43).

O ladrão sairia do céu para viver novas vidas aqui na Terra? De modo algum. Quando há sincero arrependimento, o perdão divino nos alcança. Não precisamos passar por sofrimentos para limpar nossa dívida. Jesus pagou tudo com Seu sangue. No caso do ladrão, vê-se o exemplo mais típico da graça de Deus em operação. Não podemos ganhar o céu mediante nossas obras. Arrependimento e fé são suficientes. Graça é favor divino em prol de quem não merece. É a única chance de salvação que Deus nos oferece. O sacrifício de Cristo nos deu essa chance (v. Efésios 2.8-9).


Estevão, momentos antes de morrer, disse: “Senhor Jesus, recebe o meu espírito” (Atos 7.59). Estevão se esqueceu de que precisaria voltar à vida corpórea e viver por um número indefinido de anos para se purificar? Não, não houve esquecimento. Na verdade, a Igreja nunca falou, nem Jesus ensinou a existência de vidas passadas e retorno á vida presente para alcançar purificação.


Deus nos garante vida eterna com Ele, ou vida eterna sem Ele. Isto é, viver eternamente no Céu, ou viver eternamente no Inferno: “O Diabo, o sedutor deles, foi lançado para dentro do lago de fogo e enxofre, onde já se encontram não só a besta, como também o falso profeta; e serão atormentados de dia e de noite, pelos séculos dos séculos” (Ap 20.10). “E, se alguém não foi achado inscrito no Livro da Vida, esse foi lançado para dentro do lago de fogo” (Ap 20.15).


O ensino de novas vidas terrenas é contrário à Palavra de Deus e especificamente contrário ao ensino do Senhor Jesus e à doutrina do Juízo Final. Vejam:

“Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus” (João 3.18).


“Então, dirá o Rei aos que estiverem à sua direita; Vinde, benditos de meu Pai. Entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo. Dirá também o Rei aos que estiverem à sua esquerda:
Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o Diabo e seus anjos” (Mt 25.34, 41).

domingo, 23 de maio de 2010

Um domingo com Deus!!! todos os dias com Deus...

"Rasguem o coração, e não as vestes. Voltem-se para o Senhor, o seu Deus, pois ele é misericordioso e compassivo, muito paciente e cheio de amor; arrepende-se, e não envia a desgraça." Joel 2:13

Pensamento: Uma das coisas mais impressionantes sobre o nosso Deus é que ele é gracioso e compassivo. E isto nós vemos até quando estragamos tudo. De fato, quando pecamos, Ele anseia por nos limpar e perdoar, e não por condenar e punir. A sua graça tem pressa em receber nosso verdadeiro arrependimento com perdão, purificação e redenção.

Oração: Querido Pai, quando eu pecar, por favor, ajude-me a ver meu pecado como o Senhor vê. Ajude meu coração a sofrer com meu pecado quando eu me rebelar contra o Senhor. Eu jamais quero me tornar dormente ou frio em relação à sua graça. Eu quero sempre apreciar o preço que o Senhor pagou para me redimir, perdoar e me limpar com a sua graça. No nome de Jesus eu oro. Amém.

sábado, 22 de maio de 2010

Bom fim de semana..

Devocionais Cristãos - Salmos 23

VERSÍCULO:

Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo; o teu bordão e o teu cajado me consolam.
Salmos 23:4

PENSAMENTO:

A morte é o cúmulo do sacrilégio no mundo atual.

Não gostamos de pensar nela, muito menos de falar dela.

No entanto, a morte é a realidade que não nos abandona. Nós perdemos amigos e parentes para a morte. Em algum ponto de nossas vidas, nós também inevitavelmente a enfrentaremos, a não ser que Jesus venha antes disto.



Então, qual é a nossa confiança ao encararmos o inescapável?

Nosso Pastor! Ele nos acompanhará, guiando-nos, protegendo-nos e confortando-nos na nossa jornada.

E como cristãos, esta promessa é ainda mais significativa, porque conhecemos Jesus como nosso Pastor, e Ele está indo à nossa frente, para assegurar que nossa caminhada pelo vale da morte não termine em morte, mas em glória.

ORAÇÃO:

Querido Pai do Céu, meu Pastor e Salvador, obrigado porque não tenho que enfrentar morte sozinho.

Eu busco sua orientação e ouço sua voz para me guiar pelo vale sombrio da morte, e me trazer para a sua presença santa e gloriosa, em vitória e alegria. Eu oro confiantemente no nome de Jesus. Amém.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Preste atenção nisto...

"Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo." 2 Pedro 1:20-21

Pensamento: A palavra de Deus é impressionante porque ela se complementa, se explica, é atual, e traz resposta aos nossos problemas. Somente algo inspirado por Deus poderia ser perfeito desta forma. Devemos nos alimentar da palavra diariamente, para ter intimidade com o Senhor, para sermos cheio do Espírito, e para podermos falar de Deus para as outras pessoas que ainda não conhecem a cristo.

Oração: Pai querido, obrigado porque o Senhor teve o cuidado de registrar ao longo da história, as experiências de pessoas que estiveram envolvidas com o Senhor, sendo todas elas inspiradas pelo Espirito Santo, afim de nos ensinar e orientar para que possamos andar no Seu caminho. Ajuda-me a ter compromisso diário de leitura e estudo da Sua palavra, pois eu quero a cada dia ter mais intimidade com o Senhor. Eu oro em nome de Jesus. Amém.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Esqueça seu medo....

m toda obra das tuas mãos; ele tem conhecido o teu caminho por este grande deserto; estes quarenta anos o Senhor teu Deus tem estado contigo; nada te há faltado." - Deuteronômio 2:7.


A Bíblia relata diversos episódios em que uma pessoa ou um grupo de pessoas passou quarenta dias ou quarenta anos numa situação fora do normal. Em geral esta "quarentena" representa um período de tribulação, escassez ou provação que visava preparar a pessoa ou o grupo de pessoas para uma nova fase de suas vidas - uma nova fase com grandes desafios.

No caso de Jesus, Moisés e Elias que passaram quarenta dias jejuando e no caso de Noé que testemunhou quarenta dias de fortes chuvas no dilúvio o período de quarentena não foi consequência do pecado destas pessoas. No entanto, no caso do povo de Israel os quarenta anos de peregrinação no deserto foram consequência da falta de fé deste povo.

Talvez alguns de nós estejamos passando por um período de quarentena. Não sabemos se estes quarenta dias ou quarenta anos de nossas vidas são consequência do nosso pecado ou um plano que Deus tem para nós. Mas podemos ter certeza de que qualquer que seja a causa da quarentena Deus estará conosco. Mesmo no caso do povo de Israel, que havia pecado e por isso amargava um longo período de privação, é dito no verso de hoje que o Senhor estava com eles.

Meu amigo. Que Deus te dê perseverança e fé quando seus quarenta dias ou quarenta anos de privação chegarem. Ele tem algo especial para você além do Jordão.

Oração: Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó. Eu te agradeço pelos exemplos e relatos deixados em Sua Palavra. Episódios que servem de ilustração e ensino para a minha vida. Esteja comigo, Pai. Eu não sei o que o Senhor quer de mim no futuro. Mas vivo o presente com os olhos fixos em ti. No momento de tribulação não me deixe perder a esperança. Mas que eu possa, com os olhos da fé, vislumbrar o que o Senhor tem preparado para mim. Em nome de Jesus é que te peço. Amém.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Que Deus abençoe seu dia!

"Na minha angústia, invoquei o SENHOR, clamei a meu Deus; ele, do seu templo, ouviu a minha voz, e o meu clamor chegou aos seus ouvidos. Então, a terra se abalou e tremeu, vacilaram também os fundamentos dos céus e se estremeceram, porque ele se indignou." 2 Samuel 22:7-8

Pensamento: Quando você sente que ninguém se importa contigo e que não existe amor, essa é a hora de recostar-se nos Meus braços e ali encontrar paz. Quando fica desanimado e sente-se um caso perdido, contemple o Meu rosto maravilhoso, e veja que Eu estou sorrindo para você, pois Eu te amo do jeito que você é. Quando sente-se preocupado ou frustrado, corra para Mim, pois serei o seu companheiro perfeito. Se sentir que ninguém consegue entender as dificuldades pelas quais está passando, isso não é verdade, porque Eu sempre entendo. Quero muito saber dos seus problemas e resolvê-los. Essa é a hora de correr para Mim, de Me contar os problemas, o que o preocupa e inquieta, as suas ansiedades, e vou lhe dar as soluções que dissiparão tudo isso.

Oração: Senhor Deus... diante da perfeição do Seu amor, do tamanho das Suas obras e da grandiosidade do Seu poder, só tenho a lhe agradecer pelo cuidado e pela preocupação individual que o Senhor tem com cada um de nós. Prepara este momento especial para que eu possa conversar intimamente com o Senhor, e me derramar na Sua presença. Eu oro em nome de Jesus. Amém.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Convidamos você.....

Definindo Louvor e Adoração



Temos o hábito de chamar o ministério de música como “Ministério de Louvor e Adoração”. Na verdade, colocamos juntos essas duas palavras, como que sendo um nome e um sobrenome.

Raramente paramos para pensar nas diferenças complementares entre elas. Assim, vejamos as definições:

Louvar – lit. “Barulho” – elogiar, gabar, exaltar, enaltecer, glorificar, aprovar, aplaudir, bendizer.
i. Heb. “halal” – 160 vezes no Antigo Testamento – fonte de “hallellujah”, que pode ser traduzido por “Louvado seja Yah” (Yah como abreviação de Yaweh – aquele que faz as coisas serem”)
Referências: Ed. 3:10 –11; 2 Sm 6; Salmos

Adorar – lit. “Prostrar-se” – reverenciar, venerar, amar extremosamente, idolatrar, ter grande predileção a, cultuar, curvar-se, cair com o rosto em terra, render-se.
i. Heb. “shachac” – 170 vezes no Antigo Testamento – denota prostrar-se diante de autoridades, mostrando significado cultural (Davi X Saul; Rute X Boaz; José X feixes...) É usado como forma comum de se chegar diante de Deus em adoração (Jr. 7:2).
ii. Gr. “proskuneo” – pros (na direção de) + kuneo (beijar)
Referências: Gn 22:5; 24:26, 48; Ex 4:31, 12:27, 34:8; Js 5:14; 2 Cr 29: 29-30; Ne 8:6; Jô 1:20; Sl 95:6, 132:7; Mt 2:2, 11; Mc 15:19; Jô 4:22-24; Fp 3:3; Ap 5:14, 7:11, 11:16, 14:7, 15:4, 19:4, 10, 22:8-9.

Veja um Paralelo entre LOUVOR e ADORAÇÃO:

LOUVOR: Motivado na alma por um impulso de receber do Senhor
ADORAÇÃO: Motivado no espírito por um impulso de dar ao Senhor

LOUVOR: Pode ser comunitário
ADORAÇÃO: É individual

LOUVOR: Brota das emoções
ADORAÇÃO: Brota da devoção

LOUVOR: Pelos feitos de Deus
ADORAÇÃO: Pelo que Deus é

LOUVOR: Pelos presentes de Deus
ADORAÇÃO: Pela presença de Deus

LOUVOR: É uma expressão de vida
ADORAÇÃO: É um estilo de vida

LOUVOR: É circunstancial
ADORAÇÃO: É incondicional

LOUVOR: Aprecia os feitos de Deus
ADORAÇÃO: Vive para Deus

LOUVOR: Pode ser distante
ADORAÇÃO: Só ocorre na presença

LOUVOR: É mais exuberante, enérgico, movimentado, barulhento, com mais palavras
ADORAÇÃO: É mais sóbrio, com menos movimentos, menos palavras, inclinando-se a cânticos espirituais e silêncio

Não devemos nos equivocar que é mais espiritual adorar, pois o que aprendemos é que ambos se complementam. Assim, devemos ter a liberdade de louvar com expressões espontâneas, enérgicas ao mesmo tempo de adorar com cânticos mais contemplativos.

Na verdade, a Bíblia nos indica que existem várias expressões de louvor e de adoração, tais como através da oração, cânticos, confissão, ofertório, artes em geral, pregação, ceia, batismo e do próprio exercício do ministério.

Não importa o exterior, sejam palmas, mãos levantadas, prostrando-se ou com danças. Deus olha o coração, pois diz que um coração contrito não desprezará.

Veja abaixo mais referências bíblicas:

Com palmas – Sl 47:1, 98:8; Is 55:12

Com mãos levantadas – Sl 63:4, 77:2, 134:2, 141:2; 1Tm 2:8; Hb 12:12

Com júbilo – Sl 27:6, 35:27, 47:1, 81: 1, 2, 89:15, 95:1, 98:4, 107:22, 118:15, 132:16; 1 Sm 18:6, 7; Ex 15:21; Ne 12:43

Prostrando-se – Gn 17:3; Ez 43:3; Ap 4:10; Lv 9:24; Dt 9:25; Sl 95:6, 99:9; 2 Cr 29:28

Com danças – 1 Sm 18:6; Ex 15:20, 2 Sm 6:14, 15; Jr 31: 1-4, 13

Devocional

O Sacerdócio no Lar
por Luciano P. Subirá

A Bíblia ensina que Jesus Cristo nos comprou com seu sangue para fazer de nós reis e sacerdotes (Ap.5:9,10), o que nos faz compreender a visão do sacerdócio universal do crente. Diferente da idéia pintada pela igreja em séculos anteriores, não temos duas categorias distintas na igreja: o clero e os leigos. Todos são sacerdotes e deveriam funcionar como tal. As Escrituras Sagradas ainda distinguem posições de governo dentro da Igreja Local, mas não limita o sacerdócio a uns poucos cristãos. Todo crente deve funcionar em seu lugar no Corpo de Cristo, e todos têm a responsabilidade de ministrar ao Senhor, bem como aos homens, em nome d´Ele.

Esta visão tem sido resgatada em nossos dias, e somos gratos a Deus por isso. Contudo, mesmo para aqueles cujo coração já se encontra aberto a esta verdade, ainda vemos muitos com uma dificuldade: a de não enxergarem o sacerdócio do lar como algo fundamental.

O SACERDÓCIO COMEÇA NO LAR

Antes de ser sacerdote na igreja, o homem tem que ser sacerdote na sua própria casa:

“É necessário, portanto, que o bispo seja irrepreensível, esposo de uma só mulher... e que governe bem a própria casa, criando os filhos sob disciplina, com todo o respeito (pois, se alguém não sabe governar a própria casa, como governará a Igreja de Deus?)“ (I Timóteo 3:2a, 4 e 5)

Não é porque vai governar a igreja que o bispo tem que ter um bom lar, mas justamente o contrário. O homem tem que ser o pastor do seu lar; isto é requisito não só para quem ingressa no ministério de tempo integral, mas é um exemplo de vida cristã. E se a pessoa não cumpre um requisito básico da vida cristã, então não tem autoridade para ser um ministro à frente da Igreja. Portanto, o mandamento de ser sacerdote no lar é para todo cristão. E isto envolve uma excelente conduta familiar, que depois será cobrada do líder como exemplo para o restante do rebanho:

“Por esta causa te deixei em Creta, para que pusesses em ordem as coisas restantes, bem como, em cada cidade, constituísse presbíteros, conforme te prescrevi: alguém que seja irrepreensível, marido de uma só mulher, que tenha filhos crentes que não são acusados de dissolução, nem são insubordinados”. (Tito 1:5,6)