Bom Dia


Às vezes o silêncio é a melhor resposta para uma acusação falsa. Outras, temos que nos defender. Quando falsas testemunhas acusaram Jesus diante do Sinédrio, Ele “guardou silêncio” (Marcos 14:53-61). Defender-se teria sido inútil. Acima de tudo, Ele estava cumprindo a profecia de Isaías 53:7. Anteriormente em Seu ministério, Jesus repreendeu os fariseus, desafiando-os a provar que Ele havia pecado (João 8:13-59).

Um pastor demitiu-se da sua igreja porque alguns membros fizeram falsas afirmações sobre ele. Achou que defender-se não seria um posicionamento cristão, mas algumas vezes é. Contudo, nesse caso, aqueles que causaram problemas precisavam ser confrontados e suas falsas acusações refutadas. Ele deveria insistir para que se arrependessem ou enfrentassem a disciplina da igreja.

Não refutar pode permitir que aqueles que fazem algo errado continuem em seus maus caminhos, sem que sejam confrontados. Porém, se o Espírito de Deus nos orientar a permanecermos em silêncio, ou se quisermos simplesmente tentar recuperar o nosso orgulho ferido, então deveríamos refrear nossa língua. Você está sendo falsamente acusado? Se discernir que é inútil discutir, ou se o seu orgulho tiver sido ferido, peça a Deus por graça para calar-se. Todavia, se você se preocupa com aqueles que erraram e deseja ver a justiça feita, defenda-se!

adorasoul

adorasoul
adoração a Deus
Loading...

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Esqueça seu medo....

m toda obra das tuas mãos; ele tem conhecido o teu caminho por este grande deserto; estes quarenta anos o Senhor teu Deus tem estado contigo; nada te há faltado." - Deuteronômio 2:7.


A Bíblia relata diversos episódios em que uma pessoa ou um grupo de pessoas passou quarenta dias ou quarenta anos numa situação fora do normal. Em geral esta "quarentena" representa um período de tribulação, escassez ou provação que visava preparar a pessoa ou o grupo de pessoas para uma nova fase de suas vidas - uma nova fase com grandes desafios.

No caso de Jesus, Moisés e Elias que passaram quarenta dias jejuando e no caso de Noé que testemunhou quarenta dias de fortes chuvas no dilúvio o período de quarentena não foi consequência do pecado destas pessoas. No entanto, no caso do povo de Israel os quarenta anos de peregrinação no deserto foram consequência da falta de fé deste povo.

Talvez alguns de nós estejamos passando por um período de quarentena. Não sabemos se estes quarenta dias ou quarenta anos de nossas vidas são consequência do nosso pecado ou um plano que Deus tem para nós. Mas podemos ter certeza de que qualquer que seja a causa da quarentena Deus estará conosco. Mesmo no caso do povo de Israel, que havia pecado e por isso amargava um longo período de privação, é dito no verso de hoje que o Senhor estava com eles.

Meu amigo. Que Deus te dê perseverança e fé quando seus quarenta dias ou quarenta anos de privação chegarem. Ele tem algo especial para você além do Jordão.

Oração: Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó. Eu te agradeço pelos exemplos e relatos deixados em Sua Palavra. Episódios que servem de ilustração e ensino para a minha vida. Esteja comigo, Pai. Eu não sei o que o Senhor quer de mim no futuro. Mas vivo o presente com os olhos fixos em ti. No momento de tribulação não me deixe perder a esperança. Mas que eu possa, com os olhos da fé, vislumbrar o que o Senhor tem preparado para mim. Em nome de Jesus é que te peço. Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário